Simplicidade não é sacrifício!, de Duane Elgin

Duane Elgin_Simplicidade e SacrifícioOriginal: «Simplicity Is Not Sacrifice!» de Duane Elgin, em The Huffington Post | The Blog (07/06/2011)
Projectos/Páginas: Duane Elgin

∞ ∞ ∞

Pensa-se muitas vezes, erradamente, que viver de forma mais simples equivale a levar uma vida de sacrifícios. De facto, é exactamente o contrário: quando vivemos com mais leveza o lado material da vida, criamos condições para uma maior satisfação e um maior significado do lado não-material. São exactamente os estilos de vida com ênfase no consumismo que exigem sacrifícios:

  • Sacrifício é um estilo de vida excessivamente stressado, atarefado e com demasiado trabalho.
  • Sacrifício é investir longas horas a realizar um trabalho que não é importante nem satisfatório.
  • Sacrifício é viver afastado da família e da comunidade para ganhar a vida.
  • Sacrifício é fazer longas viagens de casa para o trabalho e lidar com o trânsito.
  • Sacrifício é o ruído branco da civilização que abafa os sons subtis da natureza.
  • Sacrifício é esconder a beleza da natureza por trás de um amontoado de cartazes publicitários.
  • Sacrifício é o cheiro da cidade ser mais forte do que o aroma da Terra.
  • Sacrifício é carregar nos nossos corpos mais de duzentos químicos tóxicos.
  • Sacrifício é a extinção em massa de plantas e animais e uma biosfera empobrecida.
  • Sacrifício é viver separado da sabedoria de uma natureza indomada.
  • Sacrifício é a disrupção global do clima, o fracasso das colheitas, a fome e a migração forçada.
  • Sacrifício é a ausência de sentimentos de vizinhança e de comunidade.
  • Sacrifício é a falta de oportunidades para encontros genuínos com os outros.
  • Sacrifício é sentirmo-nos divididos entre as diferentes partes das nossas vidas.

Simplicidade voluntária não é sacrifício:

  • A simplicidade promove uma relação mais harmoniosa com a Terra.
  • A simplicidade promove a justiça e a equidade entre os povos da Terra.
  • A simplicidade reduz o bulício constante, a tralha e as complicações.
  • A simplicidade promove uma vida equilibrada – interior e exterior, trabalho e família, entre outras dimensões.
  • A simplicidade revela a beleza e a inteligência dos desígnios da natureza.
  • A simplicidade aumenta os recursos disponíveis para as gerações futuras.
  • A simplicidade ajudar a salvar da extinção animais e plantas.
  • A simplicidade responde à escassez global de petróleo, água e outros recursos vitais.
  • A simplicidade dá destaque às relações que temos com a nossa família, com a comunidade, a natureza e o universo.
  • A simplicidade produz uma satisfação duradoura, que ultrapassa os prazeres fugazes do consumismo.
  • A simplicidade promove a sanidade da auto-descoberta e de uma abordagem integrada da vida.
  • A simplicidade floresce na comunidade e liga-nos ao mundo com um sentimento de pertença.
  • A simplicidade é um estilo de vida mais leve que encaixa com elegância no mundo real.

Ao contrário dos mitos veiculados pela comunicação social, o consumismo oferece vidas de sacrifício, enquanto a simplicidade proporciona vidas de oportunidade. A simplicidade cria oportunidades para uma maior satisfação no trabalho, relacionamentos significativos com os outros, sentimentos de afinidade com todos os seres vivos e de assombro pelo universo vivo. É uma forma de vida abundante que oferece uma alternativa cativante à vida de stress, alienação e ocupação constante da era moderna.

Se o consumo material de uma parte da humanidade está já a prejudicar o planeta, haverá um caminho alternativo que permita à humanidade viver sobre a Terra com mais leveza e, ao mesmo tempo, ter uma melhor qualidade de vida? Pelo que ficou dito acima, a resposta é um convicto: «Sim, existe!»

Tradução: Fernanda Ricardo Semedo | Revisão: Ana Sofia Pereira

 

One thought on “Simplicidade não é sacrifício!, de Duane Elgin

  1. Pingback: Alimento para o cérebro #2 – Sugestões de Leitura “simples” | Colectivo Metamorfilia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s